Tele­fô­ni­ca cen­su­ra o Diá­rio Liber­da­de no Bra­sil!

170111_telefonica

Blog do Tsavk­ko – O que era ape­nas uma sus­pei­ta vem se mos­tran­do uma tris­te ver­da­de: A Tele­fô­ni­ca, a pior empre­sa de tele­fo­nia do Bra­sil, não só tem um ser­viço medío­cre como tam­bém cen­su­ra e blo­queia sites de esquer­da.

A empre­sa espanho­la não escon­de sua ori­gem e ado­ta o que há de pior no modus ope­ran­do espanhol: A Cen­su­ra. Não bas­ta a ile­ga­li­zação de par­ti­dos polí­ti­cos, as pri­sões, tor­tu­ras e a total impu­ni­da­de, ago­ra resol­ve­ram cen­su­rar sites no Bra­sil!

O Site Diá­rio Liber­da­de está blo­quea­do pela ope­ra­do­ra há meses (eu não con­si­go aces­sá-lo há pelo menos 3 meses) e, ago­ra, veri­fi­quei que o site em inglês da Esquer­da Nacio­na­lis­ta Bas­ca (Izquier­da Aber­tza­le) Bas​que​Pea​ce​Pro​cess​.info tam­bém está blo­quea­do e só aces­sí­vel atra­vés de proxy.

Achei por algum tem­po que o pro­ble­ma era comi­go, mas hoje vários assi­nan­tes des­ta empre­sa medío­cre rela­ta­ram o mes­mo pro­ble­ma: Impos­si­bi­li­da­de de aces­sar o Diá­rio Liber­da­de ou o Bas​que​Pea​ce​Pro​cess​.info.

Não sur­preen­de que haja esta cen­su­ra a dois sites ori­gi­nais de regiões sepa­ra­tis­tas e liga­dos à esquer­da, o DL da Gali­za e o outro do País Bas­co.

Este é mais um caso ver­gonho­so para a já absur­da e ridí­cu­la his­tó­ria de pés­si­mos ser­viços da Tele­fô­ni­ca no Bra­sil. Ago­ra pas­sa­ram a repro­du­zir a polí­ti­ca terro­ris­ta da Espanha. Este caso, curio­sa­men­te, vem à tona logo após o Cen­tro de Mídia Inde­pen­den­te denun­ciar que está sen­do cen­su­ra­do pela Cla­ro e pela TIM.

Temos mui­tas outras coi­sas boas para falar sobre o CMI nes­te edi­to­rial, mas resol­ve­mos dedi­cá-lo a uma denún­cia. O Cen­tro de Mídia Inde­pen­den­te vem sofren­do CENSURA. O caso é mui­to gra­ve e impor­tan­te pelos pre­ce­den­tes que abre, e pre­ci­sa ser mais bem conhe­ci­do por todos, para gerar toda for­ma de apoio pos­sí­vel.

Resu­mi­da­men­te, pro­ve­do­ras de Inter­net estão blo­quean­do o aces­so de seus clien­tes ao domí­nio midiain​de​pen​den​te​.org. Mais espe­ci­fi­ca­men­te: a Cla­ro argu­men­ta que uma sen­te­nça judi­cial está forçando‑a a blo­quear o aces­so de seus usuá­rios ao CMI. Sus­pei­ta­mos que seja esta a mes­ma cau­sa do blo­queio fei­to pela Net e pela Embra­tel ao CMI. Hou­ve rela­to de blo­queio fei­to pela TIM, mas não tive­mos mais infor­mações sobre esta pro­ve­do­ra.

Para azar des­tas empre­sas cri­mi­no­sas, exis­te algo cha­ma­do Proxy, bas­ta colo­car o link dos sites blo­quea­dos e pron­to. Reco­men­do o www​.hidem​yass​.com, mas exis­tem milha­res deles pela web.

Tolos são os que acham que irão con­se­guir cen­su­rar a rede e limi­tar nos­sa liber­da­de de expres­são!

Todo repú­dio à Tele­fô­ni­ca e que seja fei­ta uma cam­panha para denun­ciar este abu­so da empre­sa.

Cir­cu­la pela web uma petição con­tra a cen­su­ra ao CMI, Wiki­Leaks e Falha de São Pau­lo, logo logo tere­mos de colo­car tam­bém o Diá­rio Liber­da­de na lis­ta.

Tam­bém no Bra­sil o site do Cen­tro de Mídia Inde­pen­den­te (CMI), que faz par­te da rede glo­bal Indy­me­dia, está sen­do cen­su­ra­do por deci­são judi­cial que afe­ta pro­ve­do­ras de Inter­net. A razão da cen­su­ra é uma ação legal con­tra um arti­go publi­ca­do no site. Acon­te­ce que, em nenhum momen­to, nenhu­ma das par­tes envol­vi­das na ação ou nem mes­mo a Jus­tiça pro­cu­rou con­ta­tar o CMI para reti­rar tal arti­go. A Jus­tiça pre­fe­riu pedir para pro­ve­do­ras de Inter­net que não são res­pon­sá­veis pelo site que tor­nas­sem inaces­sí­vel o arti­go e, des­ta for­ma, tais pro­ve­do­ras blo­quea­ram o aces­so com­ple­to ao CMI des­de abril de 2010.

Wiki­leaks, FALHA de S. Pau­lo e CMI são víti­mas dos mes­mos algo­zes: pseu­do­arau­tos da liber­da­de que não supor­tam quan­do ela dei­xa de ser retó­ri­ca e ganha as ruas e a rede. São aque­les que dis­cur­sam efu­si­va­men­te con­tra meca­nis­mos demo­crá­ti­cos de regu­lação, mas pra­ti­cam dire­ta­men­te a coerção auto­ri­tá­ria. Nes­ta hora, é pre­ci­so falar alto. Con­tra as ten­ta­ti­vas de silên­cio, a poli­fo­nia de vozes plu­rais e diver­sas. Con­tra as tira­nias públi­cas e pri­va­das, a insur­gên­cia da ver­da­de e da demo­cra­cia.

A Tele­fô­ni­ca é a ver­gonha­do país, o retra­to fiel das pri­va­ti­zações! Uma empre­sa medío­cre, abu­si­va e que não res­pei­ta os clien­tes!

Upda­te: Acre­di­tem, depois de pas­sar dias e dias recla­man­do, de cons­ta­tar com outros coita­dos assi­nan­tes da Tele­fô­ni­ca, a empre­sa me libe­rou o aces­so ao Diá­rio Liber­da­de! Tam­bém libe­rou o aces­so ao site http://​www​.bas​que​pea​ce​pro​cess​.info/, da esquer­da nacio­na­lis­ta bas­ca.

Pou­cos minu­tos após o tuí­te aci­ma, notei que meu lei­tor RSS con­se­guiu, depois de meses, pes­car posts do DL. Cla­ro que a Tele­fô­ni­ca jamais se pro­nun­cia­rá a res­pei­to e, se o fizer, será para afir­mar nun­ca ter fei­to nada do tipo, afi­nal, eles são hones­tos e éti­cos (momen­to para cho­rar de rir).

Quem mais tiver sido cen­su­ra­do e, ago­ra, con­se­gue aces­sar estes sites, favor dei­xar reca­do nos comen­tá­rios do post!=)

Artikulua gustoko al duzu? / ¿Te ha gustado este artículo?

Share on facebook
Share on Facebook
Share on twitter
Share on Twitter

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *